27 de dez de 2011

Entrevistas - Bate papo com Marlene - Uma criadora de cães.



Olá amigos, conforme anunciado na semana passada, o blog Amor de au au, contará com uma entrevista semanal que, terá como objetivo abordar as histórias de amor entre os pets e seus donos.

Na entrevista de hoje, conheceremos a história de Maria Marlene Passos Baldassim, uma mulher que aprendeu a amar incondicionalmente seus cães, e decidiu dar um passo a mais, montando um canil especializado nas raças Lhasa Apso e Shih Tzu.


Confira o nosso bate papo. Espero que curtam!


               Vick (Lhasa Apso)                             Angel (Shih Tzu)
(Ninhada de Lhasa Apso)


Amor de au au: Olá Marlene, primeiramente gostaria de agradecer sua participação, e dizer que sou um admirador do seu trabalho.  Bem, vamos as perguntas:

Amor de au au: Como disse na introdução, o objetivo das entrevistas é conhecer a história de pessoas "loucas" por seus cães. Sei que você tem muitos peludinhos em casa. Quantos são? Quais raças?

Marlene: Sou apaixonada por cães sim, no momento tenho 9 :
A Lili e a Lola, são da raça Cocker Inglês
A Meggue e a Belinha, - são Poodles
A Angel,  Sophia e o Kenay- são da raça Shih Tzu
A Vick - Lhasa Apso
E a Nany - Beagle

Amor de au au: Nossa, são muitos cães, uma verdadeira turma. Marlene, como foi o início dessa história? Como surgiu todo esse amor por cachorros?

Marlene: Começou na infância,  quando eu encontrava cães abandonados.Eu cuidava deles escondido do meu pai, que sempre ficava bravo. Mas mesmo assim, sempre fiz o possível para ajudá-los.

Amor de au au: Atualmente você possui um canil em construção. Como surgiu esta ideia? Com quais raças você pretende trabalhar?

Marlene:  A ideia surgiu depois de muitas decepções com "cachorreiros" (criadores que não se preocupam com cruzamentos planejados) de fundo de quintal. Eles não têm responsabilidade nenhuma, pensam que é só ter cães de raças e cruzar. Não se preocupam com saúde, genética e padrão.

Amor de au au: Percebo que você tem uma preocupação muito grande com a responsabilidade dos canis. Sendo assim, gostaria de saber quais os principais cuidados que um canil inciante deve ter?

Marlene: O principal é  adimirar um ou dois criadores que fazem tudo certo, e seguir o exemplo.Vou citar 2 canis que tenho como padrão: Canil Romvil e Canil Portail d´soleil , sigo-os como exemplo, e tenho todo o suporte pra ser uma ótima criadora

Amor de au au: Que conselho você daria para alguém que decidiu adotar/comprar um cão?

Marlene: Se não puder comprar de um canil sério, que respeite os padrões da raça e se preocupe com a saúde dos filhotes. Então adote.

Amor de au au: Seus cães já passaram por algum problema sério de saúde? Como foi? 

Marlene: A minha Shih Tzu Sophia teve sérios problemas genéticos nos olhos, precisou passar por várias cirurgias, mas hoje encontra-se bem (Adendo: Sophia foi castrada, e não será matriz do canil. Como dito na entrevista, a Marlene se preocupa muito com os padrões da raça, e para não transmitir problemas genéticos para filhotes, optou por castrá-la).

Amor de au au:Você já enfrentou a dor da perda de um dos seus peludinhos? Conte-nos como foi este processo? 

Marlene: Sim, já passei por essa fase. Foi muito difícil, é como perder um ente querido.

Amor de au au: Não é difícil nos depararmos com anúncios de doações de cães adultos, por motivos de gravidez da dona, mudanças para apartamento, xixi pela casa...  Qual a sua opinião sobre o assunto?

Marlene: É muito triste este assunto. Não sei como alguém cria um cão, e depois o descarta, como se fosse um objeto.

Amor de au au: Você já enfrentou algum tipo de preconceito por ser apaixonada por cães?  Como foi?

Marlene: Já sim, do tipo: tranque seus cães, porque quero te visitar! Infelizmente estas pessoas não sabem como é receber umas lambidas com tanto amor (risos).



Amor de au au: Castrar ou não castrar? Qual a sua opinião?



Marlene: Sou a favor, tenho 6 cães castrados. Mas este ainda é um assunto polêmico.

Amor de au au: Você tem algum conselho para os nosso leitores?



Marlene: Tenho sim. Antes de adquirir um cãozinho, tenha a certeza de  que é isso mesmo que deseja, e se  a família toda aceita esta decisão.Um cão não vive só de amor , exige muita responsabilidade com a saúde, imprevistos, e dão muitos gastos.
Estou feliz de ter participado aqui , um forte abraço!

Amor de au au: Marlene, nós é que estamos felizes em conhecer sua história. Desejamos sucesso nessa nova fase, e temos certeza de que o canil será um sucesso.

10 comentários:

  1. Amei sua entrevista Marlene. Parabéns Amor de au au!! Concordo plenamente que os animais não são descartáveis e que a responsabilidade em ter um pet é enorme. Consciência sempre!! bjos e até a próxima

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe não responder antes Mra Rubia, q bom q gostou , bjs

      Excluir
  2. Verdade Denis!
    Quando temos qualquer animalzinho de estimação devemos ter a consciência de que eles também ficam doentes e a responsabilidade é essencial!
    Adorei a matéria! Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. isso mesmo Andrea , animal não é objeto q com o tempo se descarta , é uma vida q nos da um amor incondicional , obrigada

      Excluir
  3. MARLENE MINHA QUERIDA, PARABÉNS PELA ENTREVISTA. AMEI MINHA AMIGA CONTINUO NA TORCIDA POR VC SEMPRE! KELLY ROCHA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi amiga , não tinha visto seu comentário , q bom q gostou ,viu? bjs

      Excluir
  4. Denis muito obrigada pela oportunidade de falar um assunto q amo muito , bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi Marlene, amei sua entrevista! Cheguei atrasada por aqui, mas estou me atualizando rsrs
    Beijos, sabe que admiro muito seu trabalho!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...