10 de jan de 2012

Entrevistas - Bate papo com Mara - Uma apaixonada por cães

(Mara e Dóris)

Olá amigos,  primeiramente gostaria de me desculpar por ter atrasado as entrevistas, como já disse em algumas postagens estou correndo atrás de algumas coisas para a faculdade.

Na entrevista da semana,  conheceremos um pouco da história da amiga Mara Rúbia Garcia. Apaixonada por cães, mãe de um casal de Lhasa Apso, e defensora da causa animal. Amei fazer a entrevista e tenho certeza que gostarão de lê-la.
(Alf)



Amor de au au: Olá Mara, a maioria das pessoas conhecem o amor pelos animais durante a infância. Com você também foi assim?  Qual foi seu primeiro pet?



Mara: Sim, desde que me conheço por gente, sempre adorei os cães. Não sei se podemos considerar como primeiro pet, pois eu era bebê quando minha mãe adotou a Tabata, uma poodle preta. Depois, quando tinha uns 8 anos, meu pai me deu a Larita, uma dachshund.


Amor de au au: Você possui um casal de Lhasa Apso castrados. Por que decidiu castrá-los?

MaraPrimordialmente, para evitar o câncer de mama e próstata e também porque não tinha a intenção de cruzá-los, pois sabia que teria muita dificuldade em vender ou doar os filhotes.

Amor de au au: Qual a importância da Doris e do Alf na sua vida?

Mara: Esses dois são a razão da minha alegria. É muito bom chegar em casa e ser recebida com alegria, pulos, mordidinhas e lambidas. Sou apaixonada pelos meus dois cães.

Amor de au au: Em uma conversa que tivemos, você mencionou a ideia de fazer algum trabalho voluntário pela causa animal. Que tipo de trabalho você pretende exercer? 

Mara: Gostaria de participar ativamente em   alguma ONG, dando banhos, passeando ou qualquer outra atividade que ajude nossos amiguinhos, não somente colaborando com ração ou dinheiro. 

Amor de au au:  Pelas fotos, podemos observar que a Dóris e o Alf são super saudáveis e bem tratados. Quais os principais cuidados que você tem com seus cães?

Mara: Sempre observo tudo nos dois. Verifico os pelos, pele, olhos, ouvidos, patinhas e, quando há algo fora da normalidade, levo imediatamente ao veterinário. 
Levo os dois toda semana no pet shop para tomar banho, faço tosa higiênica uma vez por mês e, como eles não gostam de serem penteados, mantenho os pêlos mais curtos (tosa bêbe) para não formar os famosos nós.
Como os dois adoram frutas e legumes, além da ração, dou banana, melancia, manga, goiaba, cenoura e beterraba cozidas. E antes de dormir, dou meio bifinho para cada um.
E para manter a forma, passeamos todos os dias por 30 minutos.

Amor de au au: Alguns estudos indicam que os cães são capazes de sentir nossas emoções e até mesmo melhorar nosso estado de espírito. Você concorda com isto? Já passou por alguma situação de fato?

Mara: Concordo plenamente. Já passei por várias situações, mas uma interessante foi quando cheguei chorando em casa, os dois fizeram “festa” e quando me sentei no chão, a Doris colocou a cabeça no meu colo e começou lamber minha mão e o Alf deitou na minha frente e ficou me olhando. Tenho certeza que se eles falassem, falariam: “pare de chorar, não fique assim”.

Amor de au au: Recentemente foi divulgado na internet um vídeo horrível, no qual uma cadelinha da raça yorkshire terrier foi espacanda até a morte. Você chegou a assistir o vídeo? Qual a sua opinião a respeito das leis ambientais que protegem os animais.

Mara: Desculpe, mas não vi e não quero ver! Só de ouvir falar no assunto, meu coração fica apertado. Não conheço com propriedade as leis de proteção aos animais, mas pelo que vejo nas notícias, temos muito que evoluir na legislação. Creio que não precisamos somente de leis mais severas, mas de eficácia na sua aplicabilidade.

Amor de au au: Acha que os seres humanos podem aprender algo com os animais?

Mara: Acho sim! Eu vivo aprendendo com a Doris e o Alf. 
Ás vezes, os dois brigam e logo depois já estão se lambendo e brincando como se nada tivesse acontecido. Ou então, quando os corrijo por alguma coisa errada, em seguida eles estão me agradando. 
Perdoar e amar incondicionalmente são os dois sentimentos que mais aprendemos com os cães.

Amor de au au: Fora os Lhasas, você tem admiração por alguma outra raça?

Mara: (Risos) por todas! Mas vou citar algumas: bernese, dog de bourdoaux, labrador, pug e shitzu.

Amor de au au: Se pudesse dar um conselho para os nossos leitores.Qual seria?

Mara: Por mais “terrível” que seja seu pet, JAMAIS o maltrate! Procure a ajuda de um profissional.

Mara muito obrigado por sua participação, tenho certeza que nossos leitores gostaram da entrevista tanto quanto eu gostei de te entrevistar.




6 comentários:

  1. Show de Bola...
    Parabéns pelo Blog... Sempre que posso dou uma passada por aqui...
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. A entrevista ficou ótima!! Parabéns mais uma vez pelo blog e pode sempre contar com a nossa (minha, Doris e Alf) participação.
    bjos e até a próxima

    ResponderExcluir
  3. Adorei Denis!
    Dona Mara...a senhora se saiu muito bem!
    Parabéns para os dois.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. parabens pela entrevista, Doris e Alf sao lindos

    ResponderExcluir
  5. Nossa, amei demais seu blog. Parabéns, já sou seguidora.
    Adorei a entrevista da Mara.
    Beijinhos e estarei aqui sempre que puder.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...